Agência GoUp!

ESEG completa 15 anos

Em 2021, a ESEG - Faculdade do Grupo Etapa comemora 15 anos. Ao longo desse tempo, graduou profissionais nas áreas de Administração e Engenharia de Produção, que têm oferecido suas habilidades e conhecimentos em grandes companhias do Brasil e de outros países.


“A formação da ESEG é completa. Com nossas atividades, desenvolvemos habilidades técnicas e comportamentais em nossos alunos. Ambas as competências vêm sendo cada vez mais visadas pelas empresas, que priorizam profissionais que conheçam a aplicação do conteúdo e saibam se comunicar e trabalhar em equipe”, afirma o professor mestre Marcelo Dias, coordenador-geral da graduação da ESEG e pesquisador em neurociência do aprendizado.


Desde que foi criada, em 2006, com a missão de estender ao Ensino Superior a reconhecida alta qualidade do Grupo Educacional Etapa, a ESEG busca promover ações sociais, atividades culturais, intercâmbio e pesquisa. Por isso, durante a sua trajetória, ampliou instalações, assinou parcerias e criou grupos de iniciação científica em várias áreas de conhecimento. A parceria com instituições europeias, o ESEG Internacional, permite aos alunos realizarem parte de sua graduação fora do Brasil.


Em laboratórios de Inovação Tecnológica e Inteligência Artificial, são desenvolvidos projetos na matriz curricular e em grupos de pesquisas multidisciplinares. Os Núcleos de Pesquisa em Criatividade Aplicada; Economia e Finanças; Empreendedorismo; Inteligência Artificial e Robótica; Logística; e Sustentabilidade dão pluralidade à formação do aluno.


“Para atingir essa formação sólida e ampla, a ESEG, além da forte base de conhecimentos, apoia-se em valores, como Honestidade, Confiança, Respeito e Responsabilidade. Entendemos que esses quatro pilares preparam nossos alunos para serem profissionais ímpares”, declara a professora doutora Silvia Boarin, coordenadora de pós-graduação da ESEG. “Na ESEG, conciliamos conteúdos técnicos com habilidades de relação e interação (hard e soft skills). Resiliência, colaboração, comunicação e empatia são incentivadas no desenvolvimento dos vários aspectos da inteligência de nossos alunos”, completa Silvia.


Atualmente, a ESEG desenvolve suas atividades acadêmicas nas seguintes áreas:


  • Cursos de curta e média duração;
  • Graduação em Administração, Direito, Economia, Engenharia de Computação e Engenharia de Produção;
  • MBA em Gestão de Negócios, Gestão de Projetos e Gestão de TI;
  • Pós-graduação em Gestão de Finanças e Engenharia de Segurança do Trabalho.

Experiência ESEG: conheça o depoimento de egressos da Faculdade

“A melhor parte da minha formação foi poder interagir e estar presente nas aulas com as outras turmas. Essa interação me permitiu conhecer antecipadamente como os engenheiros de produção e profissionais de tecnologia da informação pensam.


Insights e networking foram os melhores benefícios que tive com as atividades da ESEG. Além disso, os eventos e interações com professores e outros profissionais melhoraram a forma de me comunicar. Ter boa comunicação é fundamental e imprescindível no mercado de trabalho. Sem saber se expressar e passar a mensagem de forma correta, atingir seus objetivos fica mais difícil, assim como para sua evolução na carreira. Com o home office e times espalhados em diversos países, a boa comunicação é prioridade.


A ESEG contribuiu para que eu tenha a cabeça aberta para testar e provar o desconhecido. Fiz parte das primeiras turmas da Faculdade e, na época, precisávamos descobrir e desbravar o que vinha pela frente, sendo flexíveis e resilientes. No final deu certo, e hoje acredito que minha carreira foi pautada nisso: estar aberto a novos desafios sem ter muita visão clara de onde eu chegaria.”

A experiência de viver e trabalhar na minha área em outro país está sendo excelente. Foi um grande desafio continuar a carreira profissional aqui, aprender uma cultura totalmente diferente, a dinâmica e a comunicação no ambiente de trabalho.


A ESEG me proporcionou formação excepcional, desenvolveu habilidades para ter sucesso tanto no Brasil quanto nos EUA e disponibiliza os melhores recursos e oportunidades. Fiz iniciação científica em Gestão da Qualidade com artigos no ENEGEP e ENGEMA, fui monitora de química e fiz visitas às empresas, entre outros.


Aproveitem ao máximo as oportunidades que a ESEG oferece. porque contribuirão para a formação de um profissional diferenciado e competitivo.”

“Ter uma experiência diversificada no início da carreira é muito importante para o desenvolvimento profissional. Além disso, minha experiência na ESEG me ajudou muito a consolidar a importância de planejar minha carreira e tomar as decisões certas em função disso.


Lembro que a cada aula, independente da matéria, os professores eram verdadeiros mentores, sempre abrindo os olhos para o mercado de trabalho e fazendo provocações sobre o que queríamos para o nosso futuro. Isso é essencial para quem está começando a carreira.


Acho que a experiência prática profissional de diversos professores, trazendo exemplos do dia a dia e sempre indo além da teoria para discutir a prática foi o que mais ajudou. Ter bons mentores e uma relação próxima é muito importante para obter a orientação e o apoio necessário para o desenvolvimento profissional.”

“Vejo que o ensino da ESEG teve vários pontos fortes que me auxiliaram bastante na minha trajetória. A forte bagagem matemática sempre acompanhada de aplicações práticas me ajuda muito a entender tópicos de Machine Learning. Isso me ajuda muito nas implementações dos projetos e na conexão com os problemas de negócio. Outro aspecto importante é a construção de projetos com alunos de outros cursos, que acabam tendo uma forma de pensar diferente e contribuem para termos uma visão mais ampla dos problemas e auxiliam na resolução deles.


Só trabalho em consultoria hoje porque houve uma palestra sobre isso na ESEG que fez com que eu me interessasse pela área. As visitas técnicas também me ajudaram a entender a realidade prática das empresas e conectar as matérias com as suas aplicações.


As soft skills que a ESEG me ajudou a desenvolver foram resiliência e comunicação. São fundamentais no meu dia a dia para conseguir vencer os desafios e me comunicar bem com os clientes, vender e conduzir os projetos e apresentar os resultados.”

“Dos aprendizados que mais me marcam ainda são a visão analítica e na gestão de projetos e pessoas, são habilidades que aprendi e desenvolvi na ESEG e que me ajudam muito no meu dia a dia. As atividades na ESEG colaboraram para que eu conhecesse diversas áreas e profissionais que me ajudaram a entender melhor quais as áreas de atuação com as quais eu mais me identificava.


Desde os tempos de escola sempre fui incentivada a desenvolver o que hoje sei que são soft skills, na ESEG continuei desenvolvendo e aprendi o quanto são importantes para a carreira também. São muitas as soft skills que aprimoramos durante a vida, mas se fosse para citar algumas, diria: trabalho em equipe, gestão de tempo, liderança, boa comunicação e decision making, essenciais para progredirmos em nossa carreira.


Os professores da ESEG são ótimos e dão todo o apoio aos alunos. Além das matérias, os professores me ajudaram com cartas de recomendação para que eu pudesse participar do Ciências Sem Fronteiras, que tive a oportunidade de estudar na Texas Tech University por um ano e depois na University of Tennessee.”

“Aplico os aprendizados que adquiri na ESEG desde que me formei, tanto de forma direta, pela aplicação de conceitos, modelos, métodos e sistemas, como indireta, pela construção do pensamento, conduta profissional, forma de comunicação, entre outros. Além disso, aplico algumas soft skills importantes para mim como a comunicação, solução de problemas, gestão do tempo, adaptabilidade, ética e transparência. Todas aprendi e aprimorei por meio de textos e apresentações orais; resolução de problemas; estágio e estudo concomitantemente; e até não colar sob a possibilidade de ser convidado a se retirar do curso. Hoje, essas habilidades são fundamentais para as minhas atividades. Comunicação para pesquisar, escrever e dar aula. Solução de problemas para enfrentar adversidades em projetos profissionais e pessoais. Gestão do tempo para estudar, trabalhar e gerenciar projetos. Adaptabilidade para lidar com diferentes alunos, disciplinas e projetos. Ética e transparência para toda atividade.


A experiência e networking dos professores na ESEG foram fundamentais. Consegui meu estágio na Bayer por meio do networking de um professor e de uma colega da ESEG. Depois, o intercâmbio sanduíche no programa Ciência Sem Fronteiras aconteceu com a ajuda de diversos professores, com orientações e cartas de recomendação. O mesmo valeu para os ingressos no mestrado e no doutorado.


As atividades extracurriculares ajudaram a complementar a formação. Aprender inglês e a usar o sistema Excel foram os exemplos mais destacados. As palestras e eventos, por sua vez, foram as minhas fontes de contato com as possibilidades de carreira. Palestras e eventos sobre o ambiente corporativo, sobre o mundo acadêmico, sobre o intercâmbio, entre outras, ajudam-nos a conhecer as possibilidades e a tomar boas decisões. Foram como janelas para o futuro.”

“Eu procurava participar de todas as palestras e eventos possíveis. O nível técnico dos palestrantes, tanto internos quanto externos, era muito bom, e acrescentou diversidade e especificidade de pontos de vista à nossa formação. Além das muitas palestras de nossos professores, me marcaram as do Max Gehringer e Ozires Silva. As habilidades desenvolvidas nos cursos e eventos de Comunicação Empresarial me ajudam bastante nas tarefas diárias. Também lembro e aplico conceitos das disciplinas de ‘Sociologia das Organizações’, ‘Filosofia e Ética’ e ‘Direito Empresarial’ que, muito embora não sejam específicos da Administração, nos ajudam a ter melhor compreensão dos contextos social, econômico e jurídicos nos quais estamos inseridos.


Os níveis técnico, acadêmico e de experiências profissionais dos professores da ESEG são elevados, o que considero um diferencial muito competitivo. Suas visões de mercado, alinhadas às práticas mais recentes e inovadoras da academia nos trouxeram uma formação rigorosa e atualizada, que hoje considero terem sido de fundamental importância à nossa formação.


Fiz o MBA em Engenharia Financeira na Escola Politécnica da USP que foi muito pesado e rigoroso. A sólida formação obtida na ESEG foi um diferencial para que eu conseguisse acompanhar os conteúdos. Como foi um curso bastante quantitativo e direcionado ao mercado financeiro, destaco como mais importantes a base recebida na ESEG em cálculo, álgebra, estatística e pesquisa operacional, além da forte formação em Economia e Finanças. O mesmo se aplica para o MBA em Data Science pela USP ESALQ que iniciei esse ano, a base da ESEG tem sido fundamental para acompanhar com mais desenvoltura e facilidade.”

“Pude participar de muitas atividades, palestras, trabalhos e eventos de comunicação e posso afirmar que eles me ajudaram muito na disciplina, no foco em uma comunicação eficaz e direcionamento ao resultado. Muitos professores, como Marcelo Dias e Fernando Jardim, foram pessoas de grande impacto na minha geração de alunos, e me auxiliaram em minha formação diretamente.

Posso dizer que aplico muitos dos aprendizados que adquiri na ESEG diariamente, na interação com meus colegas, na tentativa contínua de questionar e melhorar processos internos, pensando ativamente em inovação e colocando como plano de fundo o empreendedorismo, para tomar as decisões que são melhores para a companhia, como se fosse minha.


Dentre as diversas soft skills que adquiri e aprimorei durante o curso de Engenharia, posso destacar a colaboração com os colegas de classe, comunicação e a capacidade de se adaptar aos mais diversos desafios, pois em cinco anos muitas situações nos demandam diferentes atitudes e formas de pensar para transpor essas barreiras.”

“A ESEG me forneceu toda a base necessária para atuar no mercado sem medo, teoria aliada à prática, sempre impondo desafios para conseguir formar um bom profissional. Um deles, que consigo me lembrar, foi a publicação de um artigo sobre o processo automatizado de inventário de acervo bibliográfico utilizando a tecnologia RFID no 7º Congresso Nacional de Iniciação Científica. Um ponto que vale ressaltar é a visão macro e profunda que o curso proporciona ao aluno, tanto técnica quanto de gestão. Entendo que todas as atividades me ajudaram abrindo um leque de conhecimento, técnico ou de negócios, diretamente por meio dos próprios eventos e indiretamente pelas opiniões dos outros participantes.


A experiência e networking dos professores me ajudaram muito no início, ao sanar as minhas dúvidas e no direcionamento sobre o mercado de trabalho.


Muitas das soft skills que desenvolvi na ESEG, busco aprimorar e tento transmitir a importância até os dias de hoje, por exemplo, a cooperação em que cada pessoa contribui um pouco para o sucesso de todos, empatia em respeitar e tentar entender o ponto de vista alheio e resiliência no pensamento que obstáculos sempre irão existir, mas são passageiros. A importância delas se tornou mais evidente a partir do momento que assumi o desafio de liderar e estar de forma mais próxima das pessoas, todas elas com suas necessidades diferentes das demais.”

“A ESEG que me instruiu para o mercado de trabalho já que antes eu não havia trabalhado, então toda a parte de posicionamento e visão de mercado, aprendi nessa instituição.


A principal soft skill que adquiri na ESEG foi comunicação. Os eventos, apresentações e as interações colaboraram na forma de me comunicar e me expressar e são imprescindíveis e valorizadas no mercado de trabalho.


Além das hard skills, já que hoje atuo com cadeia de suprimentos, então as disciplinas de PCP, Logística, Excel e Base de Dados me ajudaram muito. Meu primeiro projeto, por exemplo, como estagiária, foi relacionado à previsão de demanda estatística com o embasamento adquirido durante a disciplina de PCP.”

“No período em que eu não estava inserida no mercado de trabalho, as atividades na ESEG proporcionaram contato com projetos que apresentavam a realidade do dia a dia de algumas carreiras que se tornaram opção no meu plano de carreira. Do que aprendi na ESEG, tenho lembrado sempre de manter o foco no cliente para oferecer soluções com segurança e responsabilidade ambiental. Além disso, busco uma comunicação eficiente para encontrar soluções criativas voltadas à redução de desperdício e retrabalhos, estabelecendo prioridades para o que posso controlar e tomando decisões com referência em dados.


Participei de um projeto para definição e execução das principais oportunidades de melhoria em um processo que englobava alguns departamentos da organização. Foi nesse projeto que tive oportunidade de colocar em prática os conceitos e ferramentas de melhoria contínua, aprendizado que adquiri na ESEG, e de aprender com os resultados desse projeto.


A experiência dos professores ajudaram a entender se eu estava mesmo no caminho certo, a refletir sobre os impactos de algumas decisões, a aprender estar aberta às mudanças e que se atualizar é a melhor maneira de crescer na carreira entendendo que mais transformações estão por vir.”

“Os métodos de ensino da ESEG, além dos seus eventos e palestras, me mostraram a grandiosidade da área de atuação da Engenharia de Produção. Isso despertou, inclusive, a curiosidade em adquirir experiências de forma ampla, em mais de uma área. Mas foi somente após ter me formado que me descobri uma entusiasta da área de Projetos em Inovação! Em outubro do ano passado, tive a oportunidade de iniciar como Agente Local de Inovação no Sebrae, trabalho este que permitiu com que eu me tornasse uma pesquisadora do CNPq.

No projeto atual, tive a oportunidade de atender mais de quarenta micro e pequenas empresas, colocando em prática muito do que aprendi na graduação com a ESEG ao gerir projetos que trazem melhorias nos resultados dessas empresas e, assim, impulsionando ainda a economia do país.


A ESEG foi de grande importância para que eu pudesse me tornar a profissional que sou hoje pois foi por meio da convivência com outros alunos e com a equipe qualificada de staffs e professores, que comecei a criar e aprimorar minhas primeiras soft skills, como a comunicação, a inteligência emocional, o pensamento inovador e a ética.”

“Tenho aplicado muitos dos temas de estudos abordados pelo curso de Administração: skills de liderança, como interpretar e trabalhar com diferentes perfis de pessoas no ambiente corporativo, e gestão de projetos (mapeamento de processos, gestão da mudança, viabilidade financeira, coleta de benefícios, report out, aplicações de metodologia lean, entre outros). Organização, comunicação, gerenciamento de conflitos e produtividade são alguns dos soft skills mais fortes que me auxiliaram no desenvolvimento profissional. Até hoje são pilares essenciais para um bom relacionamento e desenvolvimento em qualquer empresa de qualquer ramo que possamos atuar no mercado. São essenciais para um melhor desenvolvimento do nosso trabalho.


Todas as modalidades oferecidas pela ESEG sempre agregaram valor a forma de assimilação do conteúdo das aulas, seja palestra, eventos, atividades extracurriculares, entre outros. Cada um ajudou na fixação do conteúdo trazendo a realidade do mercado para dentro das aulas, o que facilitou a compreensão do conteúdo por conectá-los com cenários reais.


O conhecimento e a experiência de mercado só tornaram o aprendizado melhor. Todos os professores sempre traziam detalhes de suas experiências profissionais, tornando as conexões dos conteúdos com o prático muito mais fácil. Poder compartilhar com eles nossas realidades nas empresas que estávamos ingressando também nos ajudou muito no desenvolvimento profissional e foi fundamental!”

“Durante a graduação pude perceber como os assuntos tratados dentro e fora de sala na ESEG acompanhavam a realidade do mercado de trabalho, sempre nos trazendo as tecnologias e metodologias mais recentes. Por acompanharem as tendências de mercado pude acompanhar as mudanças que aconteciam e também sugerir melhorias. Os professores sempre nos inspiraram a buscar inovação independentemente da área de atuação e esse é o maior ensinamento que eu carrego comigo. As atividades na ESEG nos incentivam a pensar além, buscar novas tecnologias e soluções. Os desafios, palestras, encontros, nos inserem em contextos que não teríamos a oportunidade de vivenciar, ou não teríamos voz, no mercado e nos proporcionam uma vivência única. A faculdade foi como uma 'Sandbox' um ambiente para aprender e testar, o momento de errar, para que estivéssemos prontos para atuar no ambiente real.


A Consultoria Empresarial atua com diversas indústrias em diferentes áreas, durante a graduação somos incentivados a trabalhar em equipes com pessoas com backgrounds e opiniões diferentes o que nos permite aprimorar skills como liderança, comunicação, empatia, flexibilidade e resiliência, habilidades muitas vezes em falta no mercado de trabalho. O grande diferencial de um profissional são suas habilidades interpessoais, as habilidades técnicas são mais fáceis de serem ensinadas e mudam de acordo com o tempo, liderança, proatividade, comunicação, são atemporais.


O corpo docente da ESEG conta com professores que são referência em suas áreas de atuação, dessa forma estamos realmente conectados com o que acontece no mercado de trabalho. Durante a minha graduação pude contar com professores muito humanos, que realmente estavam preocupados em ensinar e desenvolver os alunos. Além de desenvolver o currículo técnico aprendemos sobre diversidade, cultura organizacional, tipos de liderança, assuntos de grande importância. A troca de experiências entre professores e alunos é sempre muito rica e permite que os alunos lidem melhor com as dificuldades que encontram em seu dia a dia.”

“O principal aprendizado que adquiri na ESEG consiste na forma estruturada, em processos, de se pensar e abordar as tarefas e realizações. Isso é algo que me ajuda diariamente: desde o processo de identificação de causa raiz, passando pelos pontos de melhoria e desenvolvimentos futuros. Ter uma cabeça mais orientada a processos e resultados é fundamental na carreira que escolhi. Concatenar diferentes pontos de vista, expressar números e conceitos de forma objetiva, e ter escuta ativa foram as principais soft skills adquiridas durante o curso. Na carreira de BI, acredito que o desafio está em pensar com a cabeça de vendas, saindo do back office e planilhas/dashboards para entender o que é preciso ser feito. Ter essa visão comercial é algo de destaque – e a ESEG proporcionou esse arcabouço.


Tive um apoio muito grande de diversos professores na trajetória, que compartilharam suas experiências e atuaram como mentores para meu início de carreira. Todos que abordei se mostraram bastante abertos a esse movimento. Destaco aqui, o apoio do professor Marcelo Dias por ter participado ativamente desse processo. Acredito que discutir e estar aberto a visões diferentes sobre temas de carreira são pontos fundamentais para definirmos adequadamente o rumo a seguir.


Desde o início, a ESEG trouxe um discurso de integração do profissional de Engenharia em outras áreas, além daquelas definidas pelo cerne do curso (Produção, PCP etc.). Hoje, vejo que esse direcionamento foi relevante – a área de BI, por exemplo, não é uma área que conhecia no começo do curso, em 2010. Porém, se mostrou ampla e receptiva aos profissionais de Engenharia, devido a visão holística e processual, facilidade com números, atenção aos detalhes. Compartilho dessa visão sobre a integração do profissional, e vejo este mercado como um daqueles de maior relevância e crescimento atualmente.”

Saiba mais sobre a ESEG


Cadastre-se para receber mais informações


ESEG.EDU.BR